ESPETÁCULOS EM CARTAZ

"Em Concerto"
Grupo Contadores de Estórias

Quartas e sábados - às 21h.
Em temporadas e feriados, também às sextas-feiras.

Em Concerto

MAPA  |  SAIBA MAIS

Informações e bilheteria
Rua Dona Geralda, 327
Centro Histórico Paraty - RJ
(24) 3371 1575 / 3371-1161
ecparaty@ecparaty.org.br

Reserva para Grupos

Entre em contato para trazer seu grupo ao Teatro Espaço.


  Flutuações

Flutuações

Um dos espetáculos do grupo contadores de estórias se inspira em gravuras japonesas dos séculos XVIII e XIX.


Projeto Escolas no Teatro Espaço - 2014


Teatro Espaço

Apresentação do espetáculo Chapeuzinho Vermelho para escolas da rede municipal de ensino de Paraty, entre os dias 27 de março e 08 de abril de 2014

1985 / 2015 - Teatro Espaço - 30 anos de atividade ininterrupta.

Era o dia 14 de julho de 1985.  Às 21 horas, um Recital de Violão de Turíbio Santos, ia inaugurar o Teatro Espaço. A casa de número 327, da Rua Dona Geralda, em Paraty já tinha sido um armazém. Segundo Seu Zezito Freire, morador antigo e conhecedor profundo, foi também o primeiro cinema. Depois sei que foi um bar chamado “A Luz Difusa do Abajur Lilás” (belo nome...) e depois a galeria de arte do Zilco. Mas foi como casa de moradia do seu proprietário, Douglas Rameck, que Rachel e eu a conhecemos.

Compramos o prédio no início de 1985 e começamos uma reforma, com os pouquíssimos recursos que nos sobraram e conseguimos transformar a casa no grande galpão que tinha sido no início. Mas foi só isto e no dia 14 de Julho, o teatro não tinha palco, não tinha cadeiras, não tinha nada... Conseguimos carteiras do CEMBRA, a escola estadual, que juntamos e cobrimos e cadeiras emprestadas que colocamos em fila. Pronto, tínhamos palco e platéia... O recital do Turíbio foi um grande sucesso e daí para frente não parou mais.

Trinta anos se foram, de batalha, de esforço, mas também de alegria, de prêmios e de uma sustentabilidade garantida quase integralmente pela nossa bilheteira. Mas foi um longo caminho, de olhar, entender e aprender com humildade. Paraty é uma cidade especial. Aqui, tem um público que se modifica a cada semana. Gente nova chegando sempre, gente interessada numa cidade histórica, o que em si, já é um interesse cultural. Mas como atrair para dentro da nossa sala aquele público. Aí o aprendizado se intensificou. Uma coisa é você perceber a realidade do lugar, o que ele te oferece. Outra é você conseguir transformar este conhecimento em benefício. Começamos pelo entendimento de que somos parte da economia local. Profissionais como os demais, cumprindo com a nossa função dentro da comunidade de maneira digna e respeitosa. 

Por fim, artistas vivendo do nosso trabalho. Garantindo a nossa sustentabilidade com independência. Nos apresentando no nosso próprio teatro, como queremos, quando queremos e quantas vezes queremos. Sem depender de um patrocinador fixo, respondendo apenas ao nosso público, com dignidade, sem mercantilismo e, principalmente, sem patrão... Se fico orgulhoso? Fico sim, fico. E tem mais, estufo o peito, olho para o público que nos visita e digo sorrindo, eu fiz, nós fizemos juntos...Obrigado!

Marcos Caetano Ribas – Paraty, Julho de 2015

 

Teatro EspaÇo

foto: Giancarlo Mecarelli

Flutuações

Cena do espetáculo Flutuações



Grupo Contadores de Estórias  |  Teatro Espaço  |  Espaço Cultural Paraty   Históricos  Espetáculos  Agenda  Fotos  |  Loja  Contratações  Imprensa  Contato

desenvolvido por: Luciana Serra